Funcionamento do Cejusc de Catolé do Rocha é tema de reunião entre presidente do TJPB e juízes do interior

O funcionamento do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) na Comarca de Catolé do Rocha foi tema de uma reunião entre o presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, e uma comissão de magistrados do interior do Estado. O encontro aconteceu na manhã desta sexta-feira (3), na Presidência do TJPB e teve a participação da presidente da Associação dos Magistrados da Paraíba (AMPB), juíza Maria Aparecida Sarmento Gadelha.

Segundo o juiz titular da 3ª Vara Mista da Comarca de Catolé do Rocha, Renato Levi Dantas Jales, que participou da agenda de trabalho, a sugestão de instalar um Cejusc em Catolé do Rocha foi do desembargador Leandro dos Santos, diretor do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do TJPB. “Estamos aqui para tratarmos de melhorias no funcionamento do Centro em nossa Comarca, a exemplo de Princesa Isabel, que já está adiantada nesse processo da cultura da paz e conciliação”, comentou o magistrado, designado para dirigir o Cejusc de Catolé.

O Município de Catolé do Rocha está localizado no Alto Sertão, a 552 Km de João Pessoa. Atualmente, o Estado conta com 32 Cejucs para melhor atender a política adequada de solução de conflitos.

Participaram, também, da reunião os juízes auxiliares da Presidência do TJPB, Rodrigo Marques e Meales Melo, a juíza titular da 2ª Vara Mista Comarca de Princesa Isabel, Maria Eduarda Borges Araújo, e a juíza substituta da 1ª Vara Mista de Catolé do Rocha, Fernanda de Araújo Paz. 

“As demandas trazidas pelo juízes serão devidamente avaliadas. Tudo que diz respeito à valorização do 1º Grau de Jurisdição é tratado com prioridade, visando sempre uma gestão participativa e democrática”, disse Rodrigo Marques.

Fonte: TJPB/Por Fernando Patriota