Nupemec-TJPB realiza esforço concentrado com processos do Banco do Brasil

O Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal de Justiça da Paraíba, em parceria com o Instituto Superior de Educação da Paraíba (Iesp Faculdades) e o Banco do Brasil, realizou esforço concentrado envolvendo 41 ações selecionadas pela instituição bancária. O evento aconteceu nessa terça-feira (18), no Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) Cível da Capital. 

Conforme informou a juíza Ana Amélia Andrade Alecrim Câmara, coordenadora do Cejusc Cível, o objetivo dessa iniciativa é o fortalecimento da Política da Paz, por meio da conciliação, adotada pelo Tribunal de Justiça. “Mais do que técnica, as conciliações celebradas nos mutirões são uma grande atitude, uma política cultural e institucional. A cada ação desenvolvida, o Nupemec-TJPB reafirma seu compromisso de resolução pacífica dos conflitos, motivados por um ambiente que fomenta a paz”, ressaltou a magistrada.

Cassiano Eskildssen, gerente jurídico regional do Banco do Brasil, no Estado da Paraíba, explicou que a instituição valoriza a conciliação e que o mutirão tem se mostrado um importante meio de firmar bons acordos. “Esse evento foi uma abertura para outros, que realizaremos em parceria com o Tribunal”, enfatizou. 

A professora Christiane Rabêlo, coordenadora acadêmica do Cejusc Cível TJPB-IESP, disse que a logística do esforço concentrado contou com a participação de 20 pessoas, entre servidores, magistrados, advogados, defensores e conciliadores voluntários, e que a experiência é significativa. “Para a universidade é uma forma de oportunizar ao seu alunado a prática jurídica, proporcionando uma maior aproximação dos mesmos com os métodos adequados de resolução de conflitos, formando profissionais mais colaborativos”, realçou.

Fonte:/TJPB/Por Lila Santos