Sucesso no Mutirão do DPVAT em João Pessoa

Mutirão DPVAT em João Pessoa-PB

Mutirão de Seguros Dpvat já concilia 80% dos casos e prossegue nesta 6ª feira(3) no Espaço Cultural

Gerência de Comunicação

Com um percentual médio de 80% de acordos nas audiências de conciliação realizadas durante os quatro primeiros dias de atividades durante a semana, termina nesta sexta-feira (03), o 1º Mutirão de Seguros Dpvat, promovido pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, através do Núcleo de Conciliação, em parceria da Seguradora Líder. O regime de jurisdição conjunto movimentou uma média de 2.000 processos e está acontecendo no Espaço Cultural José Lins do Rego, no Bairro de Tambauzinho, em João Pessoa, sempre das 8h às 12h e das 14h às18h. De acordo com o juiz Fábio Leandro de Alencar, a demanda tem aumentado e a expectativa é de que os objetivos sejam alcançados até o final dos trabalhos.

“Homologados os acordos, as partes receberão a quantia a que têm direito no prazo máximo de 30 dias”, disse o juiz Fábio Leandro, que é diretor do Fórum Cível da Capital e um dos coordenadores do mutirão. Ele participa do esforço concentrado como juiz-conciliador junto aos juízes Gustavo Procópio e Bruno Izidro. Para ele, o aumento do número de processos envolvendo seguros Dpvat se deve ao crescimento da frota de veículos no trânsito e consequente aumento do número de acidentes. “Estas pessoas precisam de uma resposta rápida da Justiça e este mutirão atende aos anseios, oferecendo uma prestação jurisdicional mais eficaz”, falou.

O magistrado acrescentou que esse processo deve iniciar pela via administrativa, já que trata-se de um direito do cidadão proprietário de veículo automotor. “Através do endereço eletrônicohttp://www.dpvatseguro.com.br a vítima de acidente pode ter acesso às orientações sobre os encaminhamentos, ver os formulários que devem ser preenchidos e a indicação de todos os documentos necessários para se dar entrada administrativamente”, disse ele. Os procedimentos pela via judicial, somente em casos em que não haja a solução administrativa.

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Paraíba(OAB-PB), Odon Bezerra Cavalcanti, também esteve no local do evento e afirmou que tem sido uma reivindicação constante da OAB junto ao presidente do TJPB, Abraham Lincoln, que tem sido sensível nos encaminhamentos para a decretação de mais mutirões pelo Tribunal de Justiça. “É uma grande solução encontrada para desafogar o Judiciário e oferecer uma prestação jurisdicional célere, além de ser uma medida satisfatória para os advogados que ganham pelo seu trabalho, e para a parte, que recebe o que lhe é de direito”, concluiu.

Fontes: TJPB/Gecom/Genesio Sousa
Com a repórter Gabriela Parente

Estatísticas após o Mutirão.

AUDIÊNCIAS REALIZADAS

935

ACORDOS CELEBRADOS

698

AUTOR NÃO COMPARECEU

246

NÃO ACEITOU PROPOSTA

115

PERCENTUAL

86%

Fonte: Seguradora Líder / Paulo Leite